Home » Notícias » Alunas serão vacinadas contra o HPV

Alunas serão vacinadas contra o HPV

Alunas serão vacinadas contra o HPV

Entre os dias 14 e 18 deste mês, a Prefeitura de Iperó realizará nas escolas municipais campanha de vacinação contra o HPV (Papilomavírus Humano).
Poderão ser vacinadas as alunas de 9 a 13 anos, desde que haja autorização expressa dos responsáveis legais. Com a imunização, as estudantes estarão protegidas contra quatro tipos de vírus, responsáveis por cerca de 70% dos casos de câncer do colo do útero.
De acordo com a Secretaria de Saúde, a estratégia de levar a prevenção às escolas é para que o maior número de meninas possa ser vacinada, de forma rápida e efetiva. “Acreditamos que realizando esta campanha mais de 80% das meninas possam ser vacinadas. Mas, é importante que os pais autorizem essa vacinação e, se tiverem dúvidas, podem procurar a unidade de saúde mais próxima para esclarecê-las”, destaca a secretária de saúde.
O prefeito acredita que ações de prevenção são o melhor caminho para garantir a saúde da população, por isso a participação dos pais é essencial. “Somente com a prevenção podemos evitar doenças como o câncer do colo do útero. Essa é a quarta maior causa e morte por câncer entre as mulheres e a imunização precoce é uma grande aliada no combate à doença”, completa.
A doença O HPV é um vírus que causa infecção genital e pode causar câncer do colo do útero, entre outras complicações. A vacinação, principal forma de prevenção, é realizada em três doses: a 1ª delas deve acontecer na idade entre 9 e 11 anos; a 2ª, quando as meninas completam 13 anos, desde que já tenham recebido a 1ª dose; e 3ª após um período de 5 anos contado da aplicação da dose inicial.
A equipe de vigilância epidemiológica relembra que meninas de 12 e 13 anos que ainda não tenham recebido a vacina devem procurar a unidade de saúde mais próxima. A vacina é segura, gratuita e está incluída no Calendário Nacional de Vacinação. Além disso, somente com a vacinação e com a realização de exames de prevenção, como o papanicolau, e com o uso de preservativos em todas as relações sexuais a doença pode ser evitada.

Scroll Up