Home » Destaque » Astrônomo apresenta palestra na escola “Zilma”

Astrônomo apresenta palestra na escola “Zilma”

Astrônomo apresenta palestra na escola “Zilma”

“Precisamos de mais pessoas dedicadas à Ciência”. A afirmação foi o ponto central da palestra que o astrônomo César Hipólito ministrou na Escola Municipal “Prof. Zilma Thibes Mello” na última segunda (8). Ele integra a Sociedade Astronômica Brasileira e a Sociedade Astronômica de Sorocaba e conversou com os alunos inscritos na 20ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) e na 11ª Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG), eventos que acontecerão no próximo dia 19. Também participaram a professora Yolanda Bezerra de Andrade, orientadora dos alunos, e a diretora da escola, Sandra Mara Bossola dos Santos.

A OBA e a MOBFOG são organizadas anualmente pela Sociedade Astronômica Brasileira em parceria com a Agência Espacial Brasileira. São abertas à participação de escolas públicas ou privadas, urbanas ou rurais. Podem participar alunos do primeiro ano do Ensino Fundamental até alunos do último ano do Ensino Médio. As avaliações ocorrem dentro da própria escola em uma única fase.

Diversos temas foram apresentados por César Hipólito, entre eles astronomia, telescópios, estrelas, sondas espaciais, galáxias, características da Via Láctea, constelações, Sistema Solar, planetas rochosos e gasosos, asteroides, cometas, meteoros, meteoritos e meteoroides, assuntos esses que deverão ser abordados na prova da OBA. Ainda durante o encontro o astrônomo respondeu a diversas perguntas dos estudantes e tirou dúvidas.

Os alunos Renan Porcidônio Xavier, do 9º ano, e Emily Faria, do 7º ano, disseram que palestras assim ajudam a despertar o interesse pela Ciência. “Muita coisa que a gente não sabe ou tem dúvida é explicada nesses encontros. Com isso, aprendemos bastante e recebemos incentivo para seguir em frente nos estudos. A palestra reforçou também o conteúdo da prova que faremos na próxima semana”, comentaram.

“O objetivo de encontros como esse é justamente o estímulo ao jovem para entender o que é a Astronomia e a Astrofísica, além de fortalecer os estudos e o interesse de cada um. Isso é fundamental, juntamente com muita leitura, muita interpretação e contato com pessoas que já atuam na área”, explicou César Hipólito.

Ainda de acordo com o astrônomo, atualmente existem apenas 200 astrônomos no Brasil e, por isso, é importante despertar o interesse para que mais pessoas se dediquem a essa área no país.