Home » Destaque » COLETA SELETIVA: Projeto de conteinerização do município de Iperó é aprovado

COLETA SELETIVA: Projeto de conteinerização do município de Iperó é aprovado

COLETA SELETIVA: Projeto de conteinerização do município de Iperó é aprovado

O projeto de conteinerização apresentado na primeira semana de maio através do Ceriso – Consórcio de Estudos, Recuperação e Desenvolvimento da Bacia do Rio Sorocaba e Médio Tietê foi aprovado na última semana de junho por meio das instâncias do Comitê de Bacias. Além de Iperó, mais 11 municípios farão parte do projeto.

O projeto, que terá um valor total de R$ 2.779.555,09, será financiado pelo Fundo Estadual de Recursos Hídricos e, para Iperó, terá um custo total de R$ 1.168.940, revertidos em 736 contêineres em todo o município, além de ações voltadas à educação ambiental. Abaixo, a imagem da tabela que acompanha a matéria demonstra detalhadamente os tipos e funções dos contentores que serão instalados no município.

O presidente do Ceriso e prefeito de Iperó, Vanderlei Polizeli, comentou sobre a ação “o projeto será uma forma rápida e prática de um descarte de lixo correto e consciente. Nós como cidadãos precisamos manter atenção aos nossos hábitos e agir a favor da preservação do meio ambiente”.

Sobre o projeto

O projeto irá introduzir contentores plásticos e coleta mecanizada nos municípios participantes para armazenar e segregar os resíduos sólidos urbanos gerados pela população e assim, adequar a coleta e minimizar a poluição difusa nos recursos hídricos presentes nos territórios dos municípios, dos quais pertencem à Bacia Hidrográfica dos Rios Sorocaba e Médio Tietê. Logo, a coleta seletiva através da utilização dos contentores se apresenta como uma iniciativa para reduzir a disposição e consequentemente, ampliar a via útil dos aterros sanitários que, atualmente, recebem os resíduos gerados e coletados pelo serviço terceirizado de recolhimento.

Os containers servirão como Ponto de Entrega Voluntária (PEVs) para os recicláveis e, com isso, a população terá maior flexibilidade de descarte do resíduo reciclável, além de preservar o estado físico dos materiais, que irão ter maior valor agregado no processo de triagem e comercialização.

Entre os resultados do projeto está gerar economia no orçamento destinado à coleta de lixo, maior limpeza das vias de circulação, evitando que os resíduos estejam expostos à ação da chuva e que obstruem bocas de lobos e galerias e consequentemente, a ocorrência de enchentes e inundações e o assoreamento de córregos e rios que passam pelo município. Além disso, impede que o percolado formado pelos resíduos se misturem com as águas pluviais, evitando assim que se infiltre no solo e nos mananciais e superficiais e subterrâneos.