Home » Notícias » Condephaat inicia tombamento de bens relacionados à memória da eletrificação ferroviária

Condephaat inicia tombamento de bens relacionados à memória da eletrificação ferroviária

Condephaat inicia tombamento de bens relacionados à memória da eletrificação ferroviária

Nesta terça (2), o prefeito de Iperó, Vanderlei Polizeli, recebeu um ofício do Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico (Condephaat), órgão ligado à Secretaria Estadual da Cultura, informando que foi iniciado o processo de reconhecimento do material rodante e imóveis ferroviários relacionados ao processo de eletrificação da malha férrea como Patrimônio Cultural do Estado de São Paulo.

Entre os bens, o documento datado de 13 de setembro relaciona 41 locomotivas elétricas (4 da Estrada de Ferro Santos a Jundiaí, 20 da Companhia Paulista de Estradas de Ferro, 2 da Fepasa e 17 da Estrada de Ferro Sorocaba) e o Conjunto Ferroviário de Varnhagen, que fica na área da Floresta Nacional de Ipanema, em Iperó.

A decisão do Condephaat em abrir o processo de tombamento foi tomada durante a Sessão Ordinária do último dia 27 de agosto. Ainda de acordo com o ofício, assinado por Valéria Rossi Domingos, vice-presidente do Condephaat, com a preservação assegurada desses bens, a partir de agora qualquer intervenção deverá ter autorização do órgão. “A fim de evitar sua descaracterização, destacando que qualquer infração incorrerá nas sanções de natureza administrativa, penal e civil previstas na legislação vigente”, explica a vice-presidente.

O pedido de tombamento dos bens foi protocolado há dois anos pela Associação Movimento de Preservação Ferroviária do Trecho Sorocabana (MPF-Sorocabana). O Conjunto Ferroviário de Varnhagen, em Iperó, engloba a estação, a subestação elétrica e as casas remanescentes da vila dos antigos funcionários da ferrovia.