Home » Notícias » Conferência de Assistência Social discute sobre o fortalecimento do SUAS

Conferência de Assistência Social discute sobre o fortalecimento do SUAS

Conferência de Assistência Social discute sobre o fortalecimento do SUAS

Realizada na última sexta (7), a VII Conferência Municipal de Assistência Social reuniu cerca de 80 pessoas na Câmara Municipal e teve como tema geral a “Garantia dos Direitos no Fortalecimento do SUAS”. O evento acontece a cada dois anos e foi organizado pelo Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS) e Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social (SADS). Teve o apoio do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) e do Conselho Regional de Psicologia. Contou ainda com a parceria do projeto “Caminhando contra as drogas”, que apresentou a “Cia de Dança DNA”.

Estiveram presentes diversos usuários do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) no município, o vice-prefeito, os secretários municipais de Assistência e Desenvolvimento Social, de Planejamento e Desenvolvimento e de Meio Rural, Ambiente e Turismo, além de representantes dos conselhos municipais, da Secretaria de Saúde e do Fundo Social de Solidariedade.

O encontro concluiu os trabalhos iniciados com as Pré-conferências realizadas em Bacaetava e George Oetterer. O debate com os trabalhadores do SUAS, usuários e a comunidade abordou quatro eixos das políticas de Assistência Social. Fabiana Grava, especialista em Políticas Públicas e Assistência Social, que atua junto à SADS desde 2013, ministrou uma palestra apresentando detalhes sobre cada eixo.

1 – “A proteção social não contributiva e o princípio da equidade como paradigma para a gestão dos direitos socioassistenciais”;

2 – “A legislação como instrumento para uma gestão de compromissos e corresponsabilidades dos entes federativos para a garantia dos direitos socioassistenciais”;

3 – “Acesso às seguranças socioassistenciais e a articulação entre serviços, benefícios e transferência de renda como garantias de direitos socioassistenciais”;

4 – “A legislação como instrumento para uma gestão de compromisso e corresponsabilidade dos entes federativos para a garantia dos direitos socioassistenciais”.

Após a apresentação foram criados grupos de trabalho que elaboraram propostas. “A Conferência contribuiu para a reflexão sobre as políticas de Assistência Social e proposição de novas soluções e ideias, além de elencar as prioridades para os próximos dois anos”, explicou Adriana Ribeiro de Aguiar Oliveira, presidente do Conselho Municipal de Assistência Social.

“O município tem investido continuamente na ampliação dos serviços relacionados às políticas públicas e fortalecido os conselhos municipais que integram a Assistência Social. A Conferência nos permitiu identificar necessidades e nortear os nossos serviços”, comentou a secretária de Assistência e Desenvolvimento Social.

De acordo com o prefeito, a presença dos usuários do SUAS destacou a importância da Conferência. “Junto aos profissionais da Assistência Social, os usuários participaram desse processo que visa uma melhora constante das políticas públicas de Assistência Social. Isso com certeza enriqueceu o resultado da Conferência, que agora levará as propostas para o nível estadual”, disse.

O encontro também elegeu as delegadas que representarão Iperó na Conferência Estadual. Kelly Tavano Folim representará a sociedade civil e Adriana Ribeiro de Aguiar Oliveira representará o poder público.