Home » Notícias » Dengue, Zika e Chikungunya: verão e período de chuvas exigem mais atenção

Dengue, Zika e Chikungunya: verão e período de chuvas exigem mais atenção

Dengue, Zika e Chikungunya: verão e período de chuvas exigem mais atenção

Fique atento: Verão e chuva demandam aumentar a proliferação das endemias.

A chegada do verão deve ser acompanhada de uma preocupação extra na área da saúde: o combate à dengue, ao zika virus e a chikungunya. Essas doenças podem ocorrer durante todo o ano, mas, é no verão que a proliferação do mosquito acontece mais rapidamente devido ao intenso calor e as chuvas que acontecem com frequência nesta época.

Em Iperó, a equipe da Vigilância Epidemiológica realiza, periodicamente, vistorias nos imóveis e inúmeras ações a fim de combater essas doenças. O resultado desse trabalho não poderia ser diferente: em 2018, a cidade registrou 40 notificações da doença, das quais 39 foram descartadas (negativas) e 1 apenas uma aguarda ainda o resultado final. Para 2019, a intenção da equipe é intensificar as ações e manter o baixo número de casos.

“Sofremos bastante anos atrás com surtos da doença e sabemos das dificuldades de enfrentá–la. Por isso, nosso trabalho não cessa nunca. Estamos o ano todo empenhados no combate a essas endemias, mas, apesar dos nossos esforços o apoio da população é indispensável”, declarou a coordenadora da equipe de Vetores, Adriana Aguiar Oliveira.

Orientação
Para auxiliar as equipes de vetores, a Prefeitura relembra os iperoenses de que medidas simples podem fazer a diferença nesse cenário. Dentre elas vale citar: manter os quintais limpos (para evitar recipientes que acumulam água e podem se tornar criadouros); vedar as caixas d’água; proteger recipientes que acumulam água das chuvas; emborcar garrafas, latas, pneus e outros objetos que possam acumular água; colocar o lixo em sacos
plásticos e manter a lixeira bem fechada; cobrir os pratinhos de plantas com areia e/ou lavá-los com lavado com escova, água e sabão uma vez por semana; utilizar repelente (que auxilia na proteção contra picadas); entre outras.

Sintomas
Os sintomas dessas endemias são parecidos. No caso da dengue, os principais são febre alta, dores e manchas no corpo e dor retro orbital. Já o zika
tem como sintomas são febre branda, manchas na pele no primeiro e segundo dias, conjuntiva inflamada e coceira de nível moderado e intensa. Quando se trata de chikungunya, os pacientes sentem dores musculares, febre alta de dois a três dias, dor muscular intensa e edemas na articulação.

A Vigilância Epidemiológica alerta a todos que, uma vez que surgirem esses sintomas, o paciente deve procurar imediatamente a unidade de saúde
mais próxima para que sejam adotadas as medidas a fim de diagnosticar e/ou descartar a doença.

Cuide da sua casa! Fale com seus vizinhos! Converse com as equipes de vetores!
Dengue mata! Se você agir, podemos evitar! ■