Home » Notícias » Desafio de cururu resgata tradições culturais de Iperó

Desafio de cururu resgata tradições culturais de Iperó

Desafio de cururu resgata tradições culturais de Iperó

Nas últimas décadas, com o surgimento de novos estilos musicais, o cururu acabou perdendo boa parte do seu espaço no cenário brasileiro. Por isso, buscando manter viva a tradição, na manhã do último domingo (12) o Grupo de Cururu de Sorocaba se apresentou em Iperó com o projeto “Cururu no Coreto” e promoveu um grande desafio que levou muita descontração ao público. O evento aconteceu na Praça Padre Calixto e agradou a todos que prestigiaram.

O cururu é marcado pela improvisação nas rimas, transformando as trovas em desafio poético e acompanhado pelas violas caipiras. O canto aborda os mais variados temas, personagens e histórias, interagindo sempre com o público. É uma tradição regional do centro-oeste paulista, com cururueiros famosos nascidos em Piracicaba, Tatuí, Sorocaba, Tietê, Laranjal Paulista, Conchas e cidades vizinhas, incluindo Iperó.

Acredita-se que o cururu tenha surgido em meio às bandeiras paulistas, misturando instrumentos e estilos musicais europeus e indígenas. Mais tarde, durante o tropeirismo, os desafios de cururu seriam o entretenimento dos tropeiros nos pousos. Com diversas modificações ao longo dos anos, o estilo musical teve o seu auge no século XX nos versos do piracicabano Parafuso, que foi o mais famoso cururueiro.

Apresentações como essa realizada em Iperó são possíveis devido ao apoio da Secretaria de Estado da Cultura, que mantém o Programa de Ação Cultural (ProAC) e beneficia as companhias que oferecem espetáculos a preços populares ou gratuitos. A Prefeitura de Iperó também apoiou a realização do desafio de cururu, buscando resgatar as tradições da cidade em meio às comemorações dos 52 anos do município.

Zeca Collares, da assessoria do Grupo de Cururu de Sorocaba, disse que ainda haverá diversas apresentações pela região. “Não para por aqui. Vamos para Boituva, Porto Feliz, Alambari e Bofete. O projeto tem o objetivo de promover o acesso da população às produções culturais e o cururu é uma delas. Manter viva essa cultura popular regional é muito importante”, comentou.