Home » Destaque » Dia Mundial do Autismo é marcado por atividades em Iperó

Dia Mundial do Autismo é marcado por atividades em Iperó

Dia Mundial do Autismo é marcado por atividades em Iperó

Para despertar a atenção da sociedade e conscientizar a população no apoio aos autistas, nos dias 30 e 31 de março a Prefeitura de Iperó realizou o “Quarto Encontro Azul”. O autismo é um transtorno do desenvolvimento que afeta a interação social, mas não impede que as potencialidades sejam trabalhadas. Centenas de pessoas participaram das atividades promovidas pela Secretaria de Educação, Cultura e Esportes em parceria com o Centro de Atendimento Educacional Especializado (CAEE).

Na quinta (30), na Câmara Municipal, a fonoaudióloga Tania Sbervelieri ministrou a palestra “Abordagem no Espectro Autista”. Especialista em alfabetização, leitura, escrita e distúrbios da aprendizagem, ela falou sobre os desafios na aprendizagem e na escola; definições, sinais e sintomas do autismo; estatísticas e diagnóstico; interação e comunicação social do autista; atuação dos profissionais; inclusão educacional; período de adaptação e rotina na escola.

“Ninguém fica autista. A pessoa nasce com o autismo, que geralmente se manifesta até os três anos. Toda criança aprende quando se conhece as suas habilidades. A criança autista também é capaz de aprender e nós é que precisamos nos ajustar às características delas”, explicou Tânia.

Já na sexta (31), as equipes do CAEE e do projeto “Despontando Cidadãos”, juntamente com os alunos, colocaram dois laços no letreiro da entrada da cidade, demonstrando o apoio de Iperó à causa. O laço azul representando a maior incidência do autismo no sexo masculino e o laço com o quebra cabeça colorido representando a complexidade do autismo e a diversidade de famílias que convivem com o transtorno. A iluminação do letreiro também recebeu a cor azul.

Em seguida os alunos do CAEE fizeram um pedágio de conscientização no semáforo da avenida José Marques Penteado, onde foram entregues cerca de 250 kits com folheto, pirulito, laço e chaveiro. Motoristas e pedestres receberam o material.

“O autismo ainda é pouco compreendido. É preciso romper barreiras e preconceitos. O mais importante é entender as limitações dos autistas para poder impulsionar suas potencialidades. Proporcionar um acompanhamento acolhedor no dia-a-dia é um bom caminho para a inclusão”, comentou Kelli Cristina Araújo de Souza, coordenadora do CAEE.

“A importância da nossa participação é unificar, informando e criando vínculo com a população. Conscientizar com amor é aproximar-se do conhecimento. Nosso objetivo é fortalecer o trabalho que realizamos e acabar com o preconceito acerca do autismo”, comentou Juliana de Moraes Andrade, supervisora responsável pelo Atendimento Educacional Especializado em Iperó.

“Ações como essas são muito positivas e contribuem para anular os preconceitos. Precisamos nos dedicar à construção de uma sociedade verdadeiramente inclusiva para todos”, finalizou o prefeito.

ESTRUTURA EM IPERÓ – Na rede regular de ensino o trabalho com os alunos autistas é realizado de forma conjunta entre a escola, a família e a equipe multidisciplinar. Quando um aluno não consegue desenvolver as atividades com independência, ele tem o auxilio de um cuidador que o acompanha durante o período de aula. No contraturno, há o acompanhamento de um professor especialista em Educação Especial na Sala de Recursos Multifuncionais da própria escola. Já no CAEE, há o atendimento de uma equipe multidisciplinar formada por Psicopedagoga, Psicóloga, Fonoaudióloga, Fisioterapeuta, Terapeuta Ocupacional e Professora Especialista em Educação Especial. A equipe auxilia no desenvolvimento global do aluno e avalia a necessidade do cuidador.

DIA MUNDIAL DO AUTISMO – Celebrado em 2 de abril, foi criado pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 2007 para divulgar informações, promover a conscientização sobre o tema e contribuir para o fim do preconceito. O autismo afeta cerca de 70 milhões de pessoas em todo o mundo, de acordo com a Associação Americana de Autismo (ASA).

Palestra "Abordagem no espectro autista" reuniu centenas de pessoas

Palestra “Abordagem no espectro autista” reuniu centenas de pessoas

 

Alunos do "CAEE" e do projeto "Despontando Cidadãos" colocaram laços no letreiro da entrada da cidade

Alunos do “CAEE” e do projeto “Despontando Cidadãos” colocaram laços no letreiro da entrada da cidade

 

Pedágio dos alunos do "CAEE" distribuiu kits de conscientização no semáforo da avenida José Marques Penteado

Pedágio dos alunos do “CAEE” distribuiu kits de conscientização no semáforo da avenida José Marques Penteado