Home » Destaque » Maior projeto habitacional da história de Iperó, Jardim Nova Bacaetava será o novo endereço da cidade

Maior projeto habitacional da história de Iperó, Jardim Nova Bacaetava será o novo endereço da cidade

Maior projeto habitacional da história de Iperó, Jardim Nova Bacaetava será o novo endereço da cidade

Para os iperoenses que ainda pagam aluguel, o sonho da casa própria está mais próximo de se tornar realidade. Segue em fase de registro o Residencial Jardim Nova Bacaetava, que fica numa área de 270,5 mil metros quadrados nas proximidades do bairro Bacaetava. Há 17 anos o município não recebia um empreendimento desse tipo, sendo que os anteriores eram apenas para venda de lotes, com exceção das 138 casas construídas pela CDHU no início da década de 1990, que deram origem ao Jardim Vitorino.

O Jardim Nova Bacaetava terá cerca de 600 residências. A Prefeitura está engajada na implantação do loteamento desde 2014, quando foi realizado o cadastramento da demanda habitacional. Posteriormente foi feita a aprovação dos projetos e o empreendimento foi aprovado pelo Grupo de Análise e Aprovação de Projetos Habitacionais do Estado de São Paulo (Graprohab) em outubro de 2016.

No início deste ano foi assinado o contrato com a empresa Ecovita Incorporadora e Construtora Ltda, para garantir a execução da infraestrutura do loteamento, mas a passagem de uma linha de transmissão pela área atrasou o andamento, gerando um processo judicial e a necessidade de um acordo. Nesse período também foi aprovada a Lei Complementar 135, de 4 de maio de 2017, atualizando as questões relacionadas ao parcelamento e à ocupação do solo no município.

As casas terão 44,04 m², com dois dormitórios, sala, cozinha e banheiro. O diferencial fica por conta do acabamento em esquadrias de alumínio, cobertura de telhas cerâmicas sobre estrutura metálica, piso cerâmico em toda a casa, azulejamento no banheiro e cozinha e laje (de acordo com o projeto).

O empreendimento terá infraestrutura completa, com obras referentes às vias, rede de distribuição de água, coleta de esgoto, distribuição de energia elétrica e iluminação pública, guias e sarjetas e condições de acesso a pessoas com deficiência, pavimentação asfáltica, coleta de águas pluviais, arborização das vias, sistemas de lazer e passeios públicos e sistema de sinalização de trânsito. Ainda no residencial, 15 mil metros quadrados estão destinados à área institucional e serão utilizados para os serviços públicos.

As casas do Jardim Nova Bacaetava pertencem ao programa Minha Casa Minha Vida (MCMV). O subsídio do governo federal para a aquisição desses imóveis poderá chegar a R$ 31 mil para os casos cuja renda familiar (soma das rendas dos moradores de um mesmo domicílio) se enquadra na faixa de até um salário mínimo e meio. Acima dessa faixa salarial o subsídio será concedido de acordo com a renda comprovada.

O MCMV tem as menores taxas de juros do mercado e beneficia preferencialmente as famílias, fazendo uma análise do perfil socioeconômico. Para famílias com renda total de até R$ 1,6 mil, por exemplo, estima-se que as parcelas do financiamento sejam de até R$ 500,00, valor abaixo da média do aluguel em Iperó atualmente, que é de cerca de R$ 800,00 por mês.

Não se trata de sorteio, mas sim de financiamento bancário por meio da Caixa Econômica Federal, onde também será possível utilizar o FGTS. A avaliação do perfil econômico será feita pela Caixa Econômica Federal, que é a responsável pela aplicação do MCMV.

A partir de 18 de agosto, e inicialmente durante 30 dias, será realizado em Iperó o cadastramento dos interessados em participar do processo de aquisição das moradias. Aqueles que fizeram o cadastro através da Prefeitura de Iperó, em 2014, também deverão comparecer para atualizar os documentos.

O cadastramento acontecerá ao lado da Prefeitura, na rua Ambrosina Conceição Soares, e haverá a necessidade de apresentar os seguintes documentos: RG, CPF, carteira de trabalho, comprovante de renda e residência.

O horário de atendimento será de segunda a sexta, das 9h às 19h. Aos sábados o atendimento será das 9h às 13h. Nesse primeiro momento todos serão cadastrados e, por meio desse banco de dados, serão coletadas e atualizadas as informações para a análise de crédito dos interessados em adquirir os imóveis.

A expectativa é que as obras sejam iniciadas ainda neste semestre, com prazo de conclusão estimado em 18 meses.

“O novo loteamento vem ao encontro da demanda habitacional existente no município. Trabalhamos nesse projeto desde 2014 e já concluímos etapas importantes. A passagem da linha de transmissão atrasou o andamento, mas seguimos em frente para solucionar a questão e concluir as tratativas. Agora estamos mais próximos de iniciar as obras no local e por isso a importância de se realizar o cadastramento dos interessados e a atualização dos cadastros que fizemos anteriormente”, comentou o prefeito.

A Ecovita Construtora está sediada em Bauru e realiza empreendimentos em todo o interior do Estado. Mais de 6.400 famílias já conquistaram as suas casas, construídas pela empresa, em cidades como São Pedro, Itaí, Agudos, Bauru, Iacanga, Botucatu, Ourinhos e outras. Entre as últimas entregas realizadas, estão 640 casas em Artur Nogueira e 419 em Barra Bonita, ambas no segundo semestre de 2016. Recentemente também foram entregues 180 casas em Itaí e 140 em Santa Cruz do Rio Pardo, integrando o primeiro módulo dos residenciais nessas duas cidades.