Home » Notícias » Mais de 2 mil idosos receberam vacina contra Influenza

Mais de 2 mil idosos receberam vacina contra Influenza

Mais de 2 mil idosos receberam vacina contra Influenza

Mais de 2 mil idosos receberam vacina contra Influenza
* Todos os idosos agendados para vacinação em domicílio já receberam a dose

A Prefeitura de Iperó, por meio da Secretaria de Saúde, zerou na última quinta-feira (23) a lista de espera de vacinação dos idosos (60 anos ou mais) que fizeram contato e realizaram o agendamento para receber a dose em casa. Ao todo, 2.551 idosos foram vacinados, sendo 1.967 aplicações feitas em domicílio.

Com a atualização no calendário da campanha de vacinação por meio do Ministério da Saúde, os próximos grupos prioritários que devem receber a vacina são portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais; privados de liberdade; adolescentes e jovens sob medidas socioeducativas; funcionários do sistema prisional; caminhoneiros, profissionais de transporte coletivo e trabalhadores portuários.

A vacinação para os idosos, trabalhadores da área da saúde e forças de segurança e salvamento que ainda não receberam a dose da vacina também segue em andamento. Para os idosos, o agendamento para aplicação em domicílio devem ser feita através dos telefones 3266-1325; 3266-1464; 3266-5554; 3266-7323; 3266-2228 ou 3266-2137 (UBS de toda a cidade e Secretaria da Saúde). Já os demais grupos, devem procurar a Unidade de Saúde mais próxima da sua casa, se possível, com máscaras protegendo o rosto.

Iperó, assim como os demais municípios, depende da distribuição de vacina pela Secretaria de Estado de Saúde por meio do GVE de Sorocaba e que portanto, não tem autonomia sobre a quantidade de vacina a ser recebida em cada etapa. Antes de ir até uma Unidade de Saúde, faça contato telefônico para se situar da disponibilidade da vacina.

É importante reforçar que a vacina contra influenza NÃO traz imunidade contra o novo coronavírus. E sim, protege a população do influenza, gerando menor necessidade de hospitalização, o que ajuda o sistema de saúde reservar esforços para o Covid-19. Além disso, a vacina minimiza o risco de coinfecção – quando a gripe e o coronavírus atacam juntos na mesma pessoa, o que aumenta o risco de complicações.

Scroll Up