Home » Destaque » Municípios que compõem o CERISO recebem avaliação positiva na qualidade de resíduos

Municípios que compõem o CERISO recebem avaliação positiva na qualidade de resíduos

Municípios que compõem o CERISO recebem avaliação positiva na qualidade de resíduos

Os 27 municípios que integram o CERISO – Consórcio de Estudos, Recuperação e Desenvolvimento da Bacia do Rio Sorocaba e Médio Tietê – foram avaliados pela CETESB (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) com notas positivas no IQR – Índice de Qualidade de Resíduos. Os dados foram apresentados em reunião, no dia 23 de maio, em São Paulo, com o Secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Penido, juntamente com sua equipe.

Os dados em questão foram complemento das informações para nortear os trabalhos iniciados na busca de soluções regionalizadas para a destinação dos resíduos sólidos dos municípios que comp

õem o Consórcio. É uma medida complementar ao plano regional de resídu

os sólidos que está sendo desenvolvido pelo CERISO com auxílio do Instituto Movimento Cidades Inteligentes e com recursos do FECOP – Fundo Estadual de Prevenção e Controle da Poluição, no importe de R$ 1,3 milhões.

O IQR, exposto na reunião, permite a análise das ações de controle de poluição ambiental, além da eficácia de programas alinhados com políticas públicas estabelecidas para o setor, como é o caso do CERISO.

Dessa forma, a gestão do Consórcio também recebeu um retorno favorável da CETESB. O presidente do CERISO, Vanderlei Polizeli, comentou: “Essa avaliação da qualidade de resíduos é uma referência muito importante para o nosso trabalho. Estamos focados em tomar as melhores iniciativas, junto aos municípios, para permitir uma destinação adequada do lixo e, assim, diminuir os impactos ambientais e beneficiar toda região. Segundo apontam os dados, estamos no caminho certo”.

Entre as recentes ações, o CERISO apresentou, no início do mês de maio o projet

o de Conteineirização para os municípios de Iperó, Cesário Lange, Conchas, Pereiras e Porangaba. O objetivo é introduzir contentores plásticos e coleta mecanizada, a fim de minimizar a poluição difusa dos recursos hídricos, proporcionar um destino mais sustentável para o lixo e, consequentemente, pro

mover o bem-estar da população.