Home » Destaque » Núcleo “Casas da ferrovia” é registrado

Núcleo “Casas da ferrovia” é registrado

Núcleo “Casas da ferrovia” é registrado

Na última quinta (2) foi finalizado o registro do projeto de regularização do Núcleo “Casas da ferrovia” junto ao Cartório de Imóveis de Boituva. São 65 casas nas ruas Porfírio de Almeida, Moreira e dos Moreiras, construídas há cerca de 80 anos, quando a Estrada de Ferro Sorocabana atuava em Iperó (na época Santo Antonio).

Com a regularização definitiva da área, as famílias receberão a escritura dos imóveis e terão a garantia jurídica de que são as proprietárias legais. A regularização foi possível com a parceria entre a Prefeitura de Iperó e a Secretaria da Habitação do Estado de São Paulo, por meio do programa “Cidade Legal”. Com isso, os moradores das casas da ferrovia não terão custos para o recebimento da escritura. Atualmente, o valor médio para se lavrar uma escritura é de R$ 1,8 mil.

Também para esse processo de regularização da área foi importante a parceria com a Superintendência do Patrimônio da União – São Paulo (SPU/SP), firmada no início de 2013, que contribuiu para solucionar o problema de documentação enfrentado pelas famílias há mais de 40 anos.

Como próximo passo, todos os moradores beneficiados deverão ir ao paço municipal, das 8h às 16h, para atualizar o cadastro e solicitar a escritura. Será preciso apresentar os seguintes documentos:

– cópia dos contratos que comprovem a posse (Fepasa / RFFSA);

– cópia do carnê de IPTU;

– RG e CPF;

– se for casado: certidão de casamento junto com o RG e CPF do cônjuge;

– se for solteiro: certidão de nascimento.

“Conheço bem a realidade dessas famílias, pois em grande parte da minha vida morei numa daquelas casas, junto com meus familiares, na rua Porfirio de Almeida. A documentação é esperada há várias décadas. Assumimos esse compromisso e nos empenhamos para regularizar a área. Agora estamos em reta final para concluir mais esse núcleo. A próxima área a ser beneficiada, já em fase adiantada, é o Novo Horizonte”, ressaltou o prefeito.

Mais informações: Departamento Jurídico da Prefeitura de Iperó (3459-9999 /ramal 223)