Home » Destaque » Prefeito de Iperó é reeleito presidente do Ceriso

Prefeito de Iperó é reeleito presidente do Ceriso

Prefeito de Iperó é reeleito presidente do Ceriso

Em votação unânime, por aclamação, o prefeito de Iperó Vanderlei Polizeli foi reeleito ao cargo de presidente da diretoria de Consórcio de Estudos, Recuperação e Desenvolvimento da Bacia do Rio Sorocaba e Médio Tietê (CERISO) para o biênio 2019/2021. A eleição aconteceu nesta quinta-feira, 31, na sede da Fundação Pátria e contou com a participação de representantes dos 28 municípios que integram o CERISO.

A reeleição representa a convalidação das ações desenvolvidas pelo Consórcio no último biênio, tendo em vista que, desde que assumiu a presidência, Vanderlei, buscou atrair recursos visando intensificar a contribuição do CERISO para com os municípios consorciados. Foi em 2018, entretanto, que o CERISO se fortaceleu e ganhou mais visibilidade à nível estadual, o que permitiu a celebração de convênios que auxiliarão expressivamente toda a região. Conquistas que somente foram concretizadas em razão dos trabalhos desenvolvidos por Vanderlei e por toda equipe do CERISO com a contribuição de cada prefeito e de seus respectivos técnicos.

A chapa eleita também é formada pelos prefeitos de Araçoiaba (Dirlei Salas Ortega), Boituva (Fernando Lopes da Silva), Ibiúna (João Benedicto de Mello Neto) e Sarapuí (Wellington Machado de Moraes). “O Ceriso tem um importante papel para região. Além de representarmos mais de 28 municípios contamos com apoio dos técnicos dessas cidades que estão sempre dispostos a contribuir com os projetos e fazer a diferença na região. Alcançamos um bom resultado em 2018 e nossa meta é a melhoria contínua para que todos possamos colher bons frutos nesse ano que se inicia”, declarou o presidente reeleito.

Durante o mandato do presidente Vanderlei Polizeli, foram desenvolvidos projetos importantes e que renderam resultados positivos na região, como o Plano Diretores de Macro Drenagem Rural (entregue aos municípios em dezembro/2018), Plano Diretor de Macro Drenagem Urbana (em andamento e execução), Revisão dos Planos de Saneamento e o Plano Integrado de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (em andamento para ser iniciado e concluído em 2019). Se somados esses projetos representam recursos no valor aproximado de R$ 10,5 milhões de reais.

Além da eleição, na reunião também foi apresentada a prestação de contas de 2018 e as metas fixadas para os próximos 10 anos. Entre as principais metas fixadas podemos citar o Fortalecimento de Cooperativas, Atendimento às ODSs (6, 7, 11 e 13 da ONU), Análise de TACs dos municípios consorciados, Desenvolvimento e Revisão dos planos regionais e municipais, Estruturação de Ações de reintrodução da população carcerária na sociedade com ações ligadas ao meio ambiente e o levantamento e estudo de opções logísticas do resíduo com o uso da malha ferroviária local e regional.

A grande novidade para esse novo mandato será o desenvolvimento e a execução de projeto voltado aos resíduos sólidos. Com recursos obtidos por meio de convênio firmado com o Fundo Estadual de Prevenção e Controle de Poluição (FECOP), o CERISO e os municípios que o integram em parceria com o Instituto Movimento Cidades Inteligentes – referência em pesquisa, integração, desenvolvimento e implementação de soluções para a gestão pública – desenvolverão um Plano Regional de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos.

“Precisamos fazer sempre o melhor para o bem-estar da população. A instituição tem esse dever de se unir com os representantes e apresentar alternativas para a resolução de problemas. Dessa vez, observamos que o resíduo sólido é um obstáculo a ser superado, e estamos empenhados nesse trabalho”, comentou o presidente do Instituto, Luigi Longo. Além do Luigi do Movimento Cidades Inteligentes, o evento contou com a participação do Gavroche Fukuma, diretor executivo do Instituto.

O plano será desenvolvido ainda esse ano, buscando caminhos eficazes para resolver o problema do lixo. O Ceriso será pioneiro na área porque foi escolhido pelo Estado como o consórcio com competência para esse trabalho e por estar em dia com as finanças com seriedade. Nesse projeto, o consórcio pretende também avaliar opções logísticas para o uso da malha ferroviária para o transporte dos Resíduos Sólidos, conciliar a Estruturação de Ações de Reintrodução da População Carcerária na Sociedade para capacitação e qualificação de mão de obra numa ação em parceria com o Poder Judiciário e ainda fortalecer as cooperativas. “Temos capacidade e comprometimento para fazer isso acontecer e render bons frutos para as cidades”, completa Longo.

Araçariguama, Alambari, Alumínio, Araçoiaba da Serra, Bofete, Boituva, Cabreúva, Capela do Alto, Cerquilho, Cesário Lange, Ibiúna, Itu, Jumirim, Laranjal Paulista, Mairinque, Piedade, Pereiras, Porangaba, Porto Feliz, Salto de Pirapora, São Roque, Sarapuí, Sorocaba, Tatuí, Tietê, Vargem Grande Paulista, Votorantim e Iperó são os municípios que compõem o CERISO. Estiveram presentes na ocasião os prefeitos Wellington Machado de Moraes de Sarapuí, Dirlei Salas Ortega de Araçoiaba, Josué Silveira Ramos de Vargem Grande Paulista e Miguel Tomazela de Pereiras, as demais cidades foram representadas por secretários, diretores e servidores.

Para mais informações sobre o Consórcio e os projetos desenvolvidos, é possível consultar o site do CERISO por meio do endereço eletrônicowww.ceriso.com.br.