Home » Notícias » Prefeitura prossegue com serviços à população

Prefeitura prossegue com serviços à população

Prefeitura prossegue com serviços à população

Mesmo com as dificuldades geradas pelo desabastecimento de combustíveis, em virtude da paralisação dos caminhoneiros, as atividades da rede municipal de ensino de Iperó prosseguem nesta terça (29) nas escolas, centros de educação infantil (CEI) e projetos educacionais.

A Prefeitura de Iperó, por meio da Secretaria de Educação, Cultura e Esportes, também garantiu a merenda e o transporte escolar. De maneira geral, alunos e professores têm conseguido chegar às unidades. São cerca de 6300 alunos e 350 professores atualmente. Entre as 11 escolas municipais, o maior reflexo nesta terça (29) foi verificado na Escola “Prof. Zilma Thibes Mello”, que contou com apenas 50% dos alunos e professores. Sete unidades funcionam normalmente com todos os professores. Duas unidades tiveram a falta de um professor. E uma unidade teve a falta de dois professores. Os cinco centros de educação infantil (CEI’s) e projetos educacionais funcionam normalmente.

No caso da merenda escolar, o cardápio também não sofreu alteração. Nesta terça-feira, por exemplo, nas escolas foi servido arroz, feijão e virado de pernil; nos projetos educacionais foi servido arroz, feijão, frango com cenoura e suco de manga; nos centros de educação infantil foi servido arroz, feijão, frango refogado com batata, salada de couve e laranja. Os produtos e serviços continuam dentro da normalidade, sem gerar prejuízos aos alunos que, muitas vezes, dependem das refeições que fazem nas unidades escolares como forma de complemento alimentar.

Além da Educação, seguem em andamento os serviços na área da Saúde, Guarda Civil Municipal e coleta de lixo, como resultados do trabalho, planejamento, dedicação e compromisso da administração municipal com os iperoenses, visando evitar mais transtornos e tensão.

Outra medida adotada pela administração municipal nesse momento de instabilidade foi a antecipação do pagamento do salário do funcionalismo que, pela legislação, poderia ocorrer até o quinto dia útil do mês, ou seja, até o dia 8 de junho. A decisão de processar o pagamento nesta quarta (30) também considerou o feriado prolongado. Medidas como essas somente foram possíveis em virtude do trabalho e planejamento realizados para evitar que a população tenha que vivenciar ainda mais transtornos e prejuízos neste momento.

“Agradecemos a todos os servidores públicos pelo apoio, principalmente os que precisam se deslocar das cidades vizinhas. Estamos atravessando um momento difícil e sabemos o quanto os funcionários estão empenhados para garantir os serviços à população nesses dias. Mantivemos os serviços essenciais funcionando para evitar a decretação de estado de emergência ou calamidade pública e evitar também prejuízos e transtornos à população”, comentou o prefeito.

A Prefeitura de Iperó continua acompanhando diariamente a movimentação na região e em todo o país, tanto no que diz respeito à paralisação dos caminhoneiros iniciada no último dia 21, quanto às mobilizações de outras categorias iniciadas nesta semana. “A greve é um movimento legítimo. A carga tributária no país é exorbitante, especialmente em relação aos combustíveis. Mas temos que fazer o possível para não prejudicar os serviços disponibilizados à população”, enfatizou o prefeito.

SUSPENSÃO DAS AULAS – Nas últimas horas, após reunião dos representantes do segmento de transporte intermunicipal, decidiu-se pelo não funcionamento das linhas do transporte intermunicipal na região de Sorocaba, na qual está inserido o município de Iperó. Com essa decisão, não resta alternativa à Secretaria de Educação, Cultura e Esportes, senão a suspensão das aulas nesta quarta (30). A medida foi necessária, pois muitos profissionais e pais de alunos dependem do transporte na sua rotina diária e, com a paralisação do serviço, não haverá condições de deslocamento. A Secretaria de Educação, Cultura e Esportes adotará as medidas necessárias comunicando os pais, alunos e profissionais do Magistério, bem como, verificará a forma mais adequada de reposição do dia letivo a fim de evitar prejuízo pedagógico aos alunos.

“Pedimos o apoio da população e de todo funcionalismo neste momento. Acompanhem as nossas publicações para saber mais sobre os serviços prestados e eventuais adequações que se demonstrarem necessárias”, finalizou o prefeito.