Home » Destaque » Prefeitura realiza entrega de escrituras da Vila Santo Antonio

Prefeitura realiza entrega de escrituras da Vila Santo Antonio

Prefeitura realiza entrega de escrituras da Vila Santo Antonio

Cerca de 90 pessoas prestigiaram a entrega das primeiras 27 escrituras para os moradores da Vila Santo Antonio. O evento aconteceu na última sexta (24), na estação ferroviária, que está em fase final de reforma e revitalização. Serão 69 famílias contempladas no total e o processo tem a parceria da Superintendência do Patrimônio da União – São Paulo e da Secretaria de Estado da Habitação.

As casas construídas pela Estrada de Ferro Sorocabana a partir do fim da década de 20, na área próxima à estação, originaram os primeiros núcleos urbanos organizados e deram ar de cidade à pequena Santo Antonio (nome primitivo de Iperó). Inúmeras famílias vieram para cá e trabalharam bastante para ajudar no desenvolvimento do lugar. Muitos descendentes desses pioneiros residem nos imóveis até hoje. Receber a escritura foi a realização de um sonho de décadas: o sonho de se tornar o legítimo proprietário.

“O apoio do prefeito e da superintendente do Patrimônio da União foram muito importantes nesse processo, pois a regularização atinge o objetivo somente quando o morador recebe o título de propriedade registrado”, disse Alessandra Páscoli, responsável pela regularização fundiária em Iperó.

Carlos Rodrigues de Campos, 72 anos, é morador do bairro há 38 anos. “É uma grande conquista para nós. Agora estamos documentados e a escritura nos dá garantia. Fico feliz, porque valeu a pena esperar. Agradeço a todos aqueles que estiveram envolvidos para que esse dia chegasse”, comentou.

Emocionado, o prefeito explicou que o processo foi iniciado há três anos e meio. “Chegamos a esse momento tão importante para toda a população. Desde criança ouvi histórias sobre a documentação dessas casas. Cresci e aconteceu de eu ser o prefeito hoje e poder comemorar junto com os moradores. São as nossas origens. Eu agradeço a tudo isso, a toda essa história da ferrovia em Iperó. E ainda temos em andamento o processo do Horto Florestal (onde se localiza a Bela Vista e o Distrito Industrial), das demais casas da Vila Santo Antonio, do Novo Horizonte e também das casas da ferrovia que ficam no chamado ‘centro velho’. O nosso objetivo é realizar ações para desenvolver novamente essa região do complexo ferroviário, cuja história se confunde com a história do município”, ressaltou.

Em Iperó, de acordo com o levantamento realizado, existem 36 núcleos habitacionais. Até o momento já foram regularizados 20 núcleos totalizando 1487 lotes. Desses, 16 núcleos receberam a DCUA (Declaração de Conformidade Urbanística e Ambiental), pois foram regularizados através do programa estadual “Cidade Legal”. E os outros quatro foram regularizados pelo município.

Desde 2013, foram entregues 599 títulos de propriedades, sendo 252 no Jardim Mariita/Cecy, 132 no Jardim Joseli, 30 no Capoavinha, 2 no Núcleo Moacir dos Santos, 175 no Jardim Monções e 8 no Núcleo Wika/Ursula Wiegand. Com a regularização dos loteamentos, cada imóvel pode ser averbado e o morador recebe um número de matrícula individual. Dessa forma torna-se de fato o proprietário, o que lhe garante acesso ao mercado formal de crédito e permite também comercializar a sua casa ou transferi-la para os herdeiros, entre outros benefícios.